20/01/2016

Oi, Tudo bem?


A gente vive uma mentira por dia.  É bem mais fácil mentir do que ser sincero.
É lamentável, mas é a verdade... 
Umas das piores coisas que existe é a gente fingir que está tudo bem. Por que as pessoas me perguntão, depois de um oi, ou bom dia, boa tarde ou boa noite, se está tudo bem? E se eu dissesse não, não está tudo bem, e dissesse mais fazendo a seguinte pergunta: Você quer saber porquê? É claro que a pessoas do outro lado iria se espantar, na verdade ela nem queria saber se estava tudo bem mesmo comigo. E essa é uma das mentiras do meu doce cotidiano. Se pararmos para pensar, essa pergunta nem é para ser respondida. Muitas vezes agimos como robôs e nem percebemos o que falamos ou o que escutamos. Quem nunca ouviu o seguinte diálogo:

-Oi, tudo bem?
-Olá, tudo bem fulano?

Esse diálogo prova que essa pergunta não deve ser respondida... Nem uma das duas pessoas respondeu a pergunta e no final das contas só queriam dizer um simples oi seco. O pior é quando acontece o seguinte diálogo:

-Oi, tudo bem?  
-Tudo bem.

Aqui podemos observar que a pessoa que perguntou, apenas queria dizer um simples oi, e agiu como um robô, e que a pessoa que respondeu também agiu como tal, e pode até ter mentido.
Quantas vezes eu não fiz isso... Estava na pior das piores e quando tinha que cumprimentar alguém, eu também agi como uma máquina que responde automaticamente -Tudo bem. E sem querer, menti.

Convenhamos que é  uma pergunta hipócrita pois nunca está TUDO bem com as pessoas. Pode ser que naquele momento a pessoa não esteja passando por grandes problemas, mas a questão é, todos nós vivemos num mundo mau, ruim e problemático e mesmo de forma indireta, somo envolvidos nas questões complicadas, pois nos rodeiam.
Vendo agora essa pergunta com outro ponto de vista... De fato, ela jamais sairá da boca do povo, vai ser sempre assim... A gente perguntando, a pessoa respondendo. A pessoa perguntando e a gente respondendo. E assim vamos, mentindo num dia, falando a verdade noutro. Seguindo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário